Sábado, 12 de Novembro de 2011

Ambriz

 

A CART 2731 foi transferida de Luvuei para Ambriz, em Junho de 1971. Era uma vila pequena, mas que reunia todas as condições para levarmos uma vida normal. Havia mulatinhas simpáticas, praia, cinema, restaurantes, cafés, boas lagostas, campos para a prática de futebol de onze e de salão, enfim um pouco de tudo.

 

  

A Companhia ficou instalada no antigo hospital da vila, que servia de quartel. Aquelas instalações eram, contudo, insuficientes para albergar todos os efectivos da companhia, pelo que alguns dos graduados ficaram instalados em casas particulares que se encontravam devolutas e foram arrendadas pela tropa.

 

A CART 2731 tinha dois destacamentos a seu cargo, um junto ao mar, a cerca de uma dúzia de quilómetros da vila, o Capulo, e outro, o de Freitas Morna, na estrada para Ambrizete junto à ponte do rio Loge.

 

Enquanto estivemos no Ambriz a nossa actividade militar era reduzida, algumas escoltas e patrulhamentos, reabastecimentos aos nossos dois destacamentos já referidos, capinagem da estrada de Ambriz até ao entroncamento com a estrada que seguia para Ambrizete, e pouco mais.

 

Embora aquela estrada tivesse mais de cinco metros de largura, devido ao pouco uso, o capim invadia o asfalto e apenas deixava visível uma pequena faixa de rodagem. Por isso, havia necessidade de cortá-lo (capinagem) periodicamente.

 

 

 

As nossas horas de lazer eram passadas na praia, a praticar desporto, a jogar ao póquer ou a beber uns canhangulos (imperiais) gelados, acompanhados de marisco freso (camarão e lagostas) acabado de cozer, na cervejaria do senhor João.

 

Relativamente ao desporto, para além dos torneios de futebol de salão que disputámos com equipas de outras unidades militares, disputámos alguns jogos de futebol de onze contra a equipa local, o Clube Recreativo do Ambriz, que terminaram todos com a vitória da equipa da CART 2731. O último desses jogos foi disputado em 1 de Agosto de 1971 e terminou com um conclusivo 4 - 1.

 

  

Segundo nos informaram, a equipa do Clube Recreativo do Ambriz já não perdia com equipas militares há vários anos, mas a nossa equipa contava com bons jogadores, alguns deles, antes do ingresso na vida militar, jogavam em algumas das equipas mais representativas da Madeira, nomeadamente no Nacional e no Marítimo.

 

A praia era outro dos passatempos preferidos. Alguns quilómetros de areal, um mar muito calmo, águas límpidas e óptima temperatura da água proporcionavam-nos bons momentos de lazer. A praia escondia, contudo, alguns perigos para os menos prevenidos. Apesar de não ser muito frequente, os pescadores locais costumavam capturar pequenos tubarões, a pouco mais de 200 metros da praia. Assim, havia necessidade de tomar algumas precauções quando íamos à água, nomeadamente não nos afastarmos muito.

 

 

Resumindo, estavam reunidas as condições para passarmos um fim de comissão em beleza, pensávamos nós. Mas foi sol de pouco dura.

tags:
publicado por Franquelino Santos às 10:53
link do post | comentar | favorito
|

.Franquelino Santos

.pesquisar

 

.Julho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Visitantes

.Posts recentes

. Ambriz

.Arquivo do blog

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds