Sábado, 3 de Dezembro de 2011

Santa Cruz de Macocola

 

Quando a CART 2731 foi colocada em Ambriz, julgávamos que estavam reunidas as condições para passarmos um fim de comissão em beleza. Porém, depressa concluímos que estávamos enganados.

 

A CART 2731 tinha o estatuto de companhia de intervenção e, ainda não tinham decorridos três meses desde a sua colocação no Ambriz, foi encarregada para dar protecção a uma companhia de engenharia que estava a abrir uma picada na zona de Santa Cruz de Macocola.

 

Santa Cruz é um município da província de Uíge. Actualmente designada por Milunga, também era conhecida por Santa Cruz de Macocola, para a diferenciar de outras aldeias ou vilas portuguesas com o mesmo nome, tais como Santa Cruz das Flores, Santa Cruz da Graciosa, Santa Cruz do Bispo, Santa Cruz do Douro, etc.

 

Fundada na década de 1950-1960, era a vila mais pequena de Angola. Tinha apenas uma rua central, em terra batida, com pouco mais de quinhentos metros de comprimento. Existiam cerca de meia dúzia de casas comerciais, o edifício da Administração e o resto eram casas de habitação, quase todas construídas em barro. Ao lado esquerdo de quem entra em Santa Cruz, vindo de Macocola, encontrava-se uma área de terreno desmatado, a que chamávamos "pista de aviação".

 

 

Aquando da eclosão da guerra, em Março de 1961, Santa Cruz esteve cercada durante cerca de quatro meses, sendo o seu principal problema o abastecimento de água. Como a canalização que existia foi destruída, o abastecimento era feito no rio, a cerca de um quilómetro da vila. Nessa altura, os víveres para a população eram lançados através de pára-quedas, indo cair muitas vezes no meio dos guerrilheiros inimigos, que cercavam a vila.

 

 

O cerco, a que se refere Reis Ventura, no capítulo Rondas de melícia, do seu livro Sangue no Capim, acabou quando, em Julho de 1961, a tropa portuguesa chegou àquela localidade.

 

 

Curiosamente um desses militares era o Marcelino Maia Valério, que 10 anos depois regressou a esta vila integrado na CART 2731, como 1º sargento.

 

Seguem-se 3 fotografias gentilmente cedidas pelo ex-combatente José Cordeiro dos Santos, que prestou serviço em Santa Cruz de Macocola nos anos 1962/1963.

00-1962 N (11).JPG

Santa Cruz_Angola 1962.jpg

 

00-1962 N (20).JPG

 

publicado por Franquelino Santos às 12:00
link do post | favorito
De José Santos a 18 de Abril de 2017 às 15:42
Também estive em Santa Cruz de macocola durante os primeiros 4 meses de 1962- Tenho uma fotos de umas meninas que gostaria de encontrar hoje para lhas envias. As duas Irmãs devem ter hoje cerca de 60 (sessenta anos).
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


VISITE O SITE DA CART 2731

.Franquelino Santos

.pesquisar

 

.Novembro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Posts recentes

. Casa de Reclusão Militar ...

. A minha ida à guerra - Um...

. A primeira noite na mata

. Casa de Reclusão de Luand...

. Embarque para Angola - 17...

. Recordam-se da "Cuca" ?

. A ponte do rio Lumai

. Quissama - Sede, a quanto...

. "Safari" no Parque Nacion...

. A gibóia

.Arquivo do blog

. Novembro 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Abril 2018

. Maio 2016

. Maio 2015

. Novembro 2014

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub