Segunda-feira, 23 de Novembro de 2020

Casa de Reclusão Militar de Luanda

 

Casa de Reclusão.jpg

 

A comissão da CART 2731 estava a aproximar-se rapidamente do fim e eu ainda tinha de cumprir mais um ano de serviço.

 

No início do mês de Junho de 1972, A CART 2731 foi colocada no Grafanil, a aguardar embarque para a Metrópole (Portugal) e eu na Casa de Reclusão, para cumprir o resto do tempo de serviço.

 

Recordo, a título de curiosidade, que a guerra colonial ou guerra do ultramar eclodiu em Angola, em Luanda, a 4 de Fevereiro de 1961, com três ataques quase em simultâneo, à prisão de S. Paulo, a uma esquadra de polícia e à Casa da Reclusão, descritos por Reis Ventura, no capítulo A Sentinela, do seu livro Sangue no Capim, escrito em forma de conto narrativo, com a particularidade de o comandante naquela altura, o tenente Seara, já falecido, ser ainda o mesmo que encontrei em 1972, agora com o posto de capitão.

 

O dia a dia na Casa de Reclusão nada tinha a ver com o que se passava na CART 2731.

 

Aqui, em Luanda, a minha vida era quase como se estivesse num emprego normal. Entrava às oito horas da manhã, ia almoçar, do meio-dia às duas, retomava novamente o trabalho, e às cinco era a hora da saída.

 

O resto do dia era para a farra. Luanda era uma cidade maravilhosa e tinha muitos locais para ocupar o tempo que restava.

 

Estava alojado na messe de sargentos, na Avenida dos Combatentes e era aqui que, por regra, almoçava e jantava, uma vez que as refeições eram mais baratas. De vez em quando substituía o jantar por uma mariscada, pois uma lagosta de quilo era mais barata que um bife em qualquer restaurante. O camarão era de borla. Bastava pedir uma nocal ou uma cuca (as cervejas que mais se bebiam em Angola) e o empregado servia-nos um prato de camarão para acompanhar.

 

Normalmente, uma vez por semana estava de serviço (sargento-dia) e as 24 horas desse dia eram passadas no interior da Casa de Reclusão, juntamente com os presos.

Para ver fotografias antigas da Casa de Reclusão AQUI

 

 

publicado por Franquelino Santos às 17:33
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


VISITE O SITE DA CART 2731

.Franquelino Santos

.pesquisar

 

.Novembro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Posts recentes

. Casa de Reclusão Militar ...

. A minha ida à guerra - Um...

. A primeira noite na mata

. Casa de Reclusão de Luand...

. Embarque para Angola - 17...

. Recordam-se da "Cuca" ?

. A ponte do rio Lumai

. Quissama - Sede, a quanto...

. "Safari" no Parque Nacion...

. A gibóia

.Arquivo do blog

. Novembro 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Abril 2018

. Maio 2016

. Maio 2015

. Novembro 2014

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub